fbpx
Guia Mundo Moderno

Crítica: ‘HERÓI DE SANGUE’, um bom filme francês estrelado por Omar Sy

‘Herói de Sangue’ é o novo filme estrelado pelo maravilhoso Omar Sy (Intocáveis). Faço questão de ver todos os filmes que ele faz. Ele é baseado em uma história real que ocorreu durante a 1º Guerra Mundial e é uma verdadeira ode de amor entre pai e filho em meio de uma disputa sangrenta e cruel. Essa obra conseguiu uma ótima bilheteria na França, transformando esse longa em um dos mais assistidos do país nesse último ano. Agora, ele está pronto para fazer sua estreia no Brasil.

Sinopse

Durante a Primeira Guerra Mundial, os franceses capturam jovens de aldeias africanas que eram colonizadas pela França e os forçam a se alistar no Exército para lutar até a morte por eles. É nesse cenário que conhecemos Bakary Diallo (Omar Sy) e Thierno Diallo (Alassane Diong), pai e filho, respectivamente. Quando o filho é capturado e forçado a ir para a guerra, o pai resolve se alistar voluntariamente para que possa cuidar de perto de seu primogênito. Assim, juntos, eles conhecerão todos os horrores que a guerra traz.

O horror da 1º Guerra Mundial pelo ponto de vista dos africanos

Nessa maldita guerra, mais de 200 mil fuzileiros africanos pertencentes às colônias francesas lutaram pela França na Guerra. Imagina ser colonizado, possivelmente escravizado e ser obrigado a lutar por algo do qual você não acredita? Muitos desses soldados tinham a promessa que findada a guerra, ganhariam reconhecimento e dessa forma, poderiam ter uma vida mais digna. De certa forma, isso até ocorreu, mas ao custo de quantas pessoas?

O ponto mais importante que sempre prezo por ver em obras do tipo, é mostrar que a guerra não pode ser romanceada. Ela não é bonita, é muito triste e precisa passar para as pessoas isso em tela. Nisso, o longa é bastante direto. Desde o início vemos que não é fácil. Até entre os seus, ficar ali pode ser o suficiente para ter problemas. Depois de uma determinada parte do longa, faz parecer que vão mostrar algo mais romanceado, mas logo a realidade bate de volta e vemos o destino cruel de milhares desses soldados.

O que leva todo esse roteiro é justamente o amor de um pai sobre seu filho. O que ele está determinado a fazer para se salvar e salvar aquele que ele mais ama. Muitas situações ficam em seu caminho e ele nunca deixa a tristeza tomar conta até que consiga salvá-lo. Mas a outra pergunta que ele deveria fazer era se seu filho gostaria mesmo de ser salvo. Os jovens tendem a não saber muito sobre a vida, mas sempre sobra coragem para fazer o que parece o certo. Toda essa dinâmica culmina em um final já esperado, porém bem realista.

Conclusão

‘Herói de Sangue’ é um bom filme, não tão longo, mas que faltou alguma coisa. Em um filme com a estrutura narrativa pesada como essa, era para ter me afetado de uma forma mais cativante. Gostei dos protagonistas, me apeguei a eles, mas faltou algo no seu final. Era para ter me comovido até a alma, mas não fui pego por esse sentimento. Esse é mais um filme que vemos atrocidades do passado que esperamos que nunca mais aconteçam por aí, mas a verdade é que isso não é o suficiente para evitar conflitos sangrentos como esse.

‘Herói de Sangue’ estreia exclusivamente nos cinemas em 13 de julho.

Carregando...

Ao usar este site, você concorda com a nossa Politica de Privacidade. OK Saber mais